Blockchain

O que é blockchain?

Bruno Carneiro

Bruno Carneiro

Muitos especialistas estão dizendo que estamos vivendo a era do blockchain. Nascido como a infra-estrutura do Bitcoin, a comunidade mundial de tecnologia está encontrando muitas outras aplicações, que não apenas moedas digitais, para o blockchain. Assim, estão explodindo novas demandas de uso, centenas de startups e muitas oportunidades para desenvolvedores dessa nova tecnologia. Nesse artigo será explicado o que é blockchain e quais características o tornam único.

O que é blockchain?

O blockchain é uma tecnologia, 100% open source, inventada por Satoshi Nakamoto. Ela permite que informações digitais sejam armazenadas de forma distribuída, sem que exista uma única entidade controlando esses dados. Tudo salvo no blockchain é imutável, incorruptível e visível para qualquer um.

Essas características fazem com que o blockchain seja uma tecnologia única e revolucionária. Entenda o porque de cada uma dessas propriedades.

 Banco de dados distribuído

Comparação entre os estilos de redes de computadores centralizada e distribuída.

O blockchain é composto por uma rede de computadores que é responsável por armazenar informações, atuando como um banco de dados.

Porém, diferentemente dos banco de dados tradicionais, as informações contidas no blockchain não são salvas em um único lugar ou com um único responsável por cada parte dela. Elas são compartilhadas entre os nós, que sempre estão sendo atualizados com todo o blockchain, ou seja, o banco de dados completo!

Dessa forma, não existe uma versão centralizada para um hacker corromper ou destruir.

Controle compartilhado pela comunidade

A extensa maioria das informações armazenadas no mundo é controlada por alguma empresa ou indivíduo. Por exemplo, qual é seu provedor do seu email pessoal? Gmail? Yahoo? Hotmail? Vamos supor que é o Gmail. Então, quem é o responsável por armazenar, manter, excluir as suas correspondências digitais é o Gmail. Ele controla essas informações e decide em quais servidores esses dados devem ser armazenados e quem pode lê-los. É dessa forma que Facebook, Instagram, Google e outros gigantes armazenam os dados.

Por outro lado, o blockchain é mantido por uma rede de computadores. Essa rede é coordenada de forma independente, regida por um protocolo criado por Satoshi Nakamoto. Dessa forma, não existe uma empresa ou alguém responsável pelas informações. A rede inteira que é a encarregada de manter os dados!

Claro, podem existir blockchains privados. Várias empresas já têm iniciativas para terem seus próprios blockchains. Mas, a ideia inicial é que ela fosse uma rede de computadores independentes sem que todos fossem ligados a mesma instituição.

Imutável e incorruptível

O blockchain foi projetado para ser a espinha dorsal do Bitcoin. Mas como vimos, a comunidade percebeu que ele é muito interessante e revolucionário para várias outras aplicações. Devido ao fato dele ter sido projetado para transferências financeiras, ele funciona como um livro de contabilidade. Ou seja, todas as movimentações são registradas e não existe como uma delas “sumir”. Dessa mesma forma, no blockchain não tem como deletar um registro, nem alterá-lo.

Seguindo essa mesma propriedade, não é possível corromper o blockchain. Ou seja, é impossível “dar um jeitinho” e manipular os dados a favor de alguém.

As aplicações do blockchain

Por causa de suas características, o blockchain se tornou umas das tecnologias mais incríveis para os seguintes ramos de negócios:

Smart contracts

Contratos podem usufruir das qualidades do blockchain. Eles devem ser imutáveis e incorruptíveis, bem armazenados, e assinados pelas partes envolvidas. Foi percebendo essa oportunidade que surgiu o projeto Ethereum, que  é um blockchain open source projetado para smart contracts.

Sharing economy

A economia de compartilhamento foi introduzida para nós através de aplicativos como Uber e Airbnb dos quais você consegue usufruir de serviços sem precisar adquirir bens como carro ou residência.

Atualmente, um dos motivos para que sejam utilizados aplicativos para intermediar esses serviços é o pagamento. Empoderando o consumidor e o fornecedor através de um pagamento via blockchain tornaria o serviço mais barato por causa da diminuição das taxas e ainda sim muito seguro.

Crowdfunding e Doações

Como você está percebendo, o crowndfunding assim como a sharing economy também se beneficia das características do blockchain. Utilizar o blockchain é uma maneira de transformar o processo para uma forma mais transparente e auditável. Além das muitas outras vantagens que você já percebeu aqui.

Mais outras aplicações

Ainda existem muitos outros segmentos que se favorecem do blockchain. Dentre eles podemos citar: IoT, gerenciamento de identidades digitais, patentes, registro de imóveis, compra e venda de ações e etc…

Ao inventar o Bitcoin, Satoshi Nakamoto se preocupou em resolver problemas comuns a diversas verticais de negócios. Isso fez com que o blockchain também alcançasse grandes projeções assim como a criptomoeda. Muitas oportunidades aparecerão para desenvolvedores que estiverem por dentro de o que é blockchain.

Deixe um comentario